caramujo
caravela

A região onde Sines se encontra, foi povoada desde a Pré-História por populações humanas e isso pode ser comprovado com as descobertas arqueológicas feitas na Quitéria e Palmeirinha. Esses achados confirmam as marcas dos primeiros sinienses. Segundo descobertas feitas pelos arqueólogos há vestígios da passagem dos povos Celtas e Púnicos. Dos celtas não haverá tanta certeza, já dos Púnicos há a descoberta de um tesouro, na herdade do Gaio, em que as peças aí encontradas são de origem púnica. Este achado foi em 1966 e o tesouro pode ser visto no museu de Sines.

Algumas peças do "Tesouro do Gaio" que foi descoberto em 1966 na herdade do Gaio.

É com a chegada dos romanos, que Sines passa a ter alguma importância devido ao porto natural, não só pela forma da sua baía, mas porque também está resguardada das tempestades de norte e oeste. Os romanos também fizeram na ilha do Pessegueiro um porto. Quer Sines, quer a ilha, serviram de portos industriais com complexos de salga.
Sines, entre a terra e o mar, desde sempre foi uma vila que viveu dele e dos seus recursos e é a partir dessa vivência, que se definiu a cultura, o caráter das suas gentes e a sua economia.

baia
ilha

A comquista da zona em que Sines está inserida dá-se no sec. XIII por D. Afonso III e a povoação é englobada na ordem de Santiago.
É a 24 de novembro de 1362 que D. Pedro I concede a carta régia de elevação de Sines a vila por pedido dos homens bons e assim desanexar da ordem de Santiago a que estava sujeita. Em troca o que o rei exije é a construção de um castelo para defesa da costa devido à expansão do comércio que se fazia sentir, era também interesse do rei que aí se fixasse gente e então seria promovida a concelho.

carta
vistaaerea

O navegador Vasco da Gama nasce em Sines por volta de 1469, não se sabe ao certo se no Castelo onde vivia o seu pai Estevão da Gama ou numa casa junto à barroca, há historiadores que dão como certo que foi nessa casa, que hoje é propriedade privada e fica na rua Vasco da Gama. No entanto todas as evidências apontam para a torre de menagem no castelo e afirmam que no local da casa foi onde Vasco da Gama começou a construir um grandioso paço para sua residência.

casa

Em meados do século XIX são instaladas em Sines indústrias de conserva e cortiça, por isso dá-se uma afluencia de industriais ingleses, catalães e até alentejanos e algarvios, na procura de trabalho. Este foi um dos períodos da história de Sines mais florescente.

oficina
fabrica

Esta casa antes de ser da família actual, foi posto da G.N.R. e posto dos correios.
Em 1834 quando D. Miguel fez a sua passagem por Sines na ida para o exílio ficou alojado nesta casa.

Em 1839, a Câmara Municipal de Sines cria um mercado semanal aos domingos e feriados na Praça Tomás Ribeiro, que mais tarde passa para o largo do Castelo hoje denominado Largo Poeta Bocage e passa a ser também aos sábados. Aí fica até ser construído o mercado actual. É também neste ano que é criada uma feira anual em São Marcos.

mercado

O farol em Sines foi construido em 1880

farol
farol-1

À esquerda temos o primeiro farol construido em Sines, mais tarde foi remodelado como se pode ver na foto do meio. Depois da construção do complexo portuária e industrial e com o tráfego de navios que se tornou intenso houve necessidade de dotar o farol com um raio maior de iluminção, daí o seu aumento na vetical como vemos na foto da direita.

Quando se construiu o farol em Sines estávamos no ano de 1880. O edifício era composto por três partes, as de baixo eram para os faroleiros e a outra era a torre cilíndrica que no topo tinha uma varanda de ferro e por cima um corpo cilíndrico mais pequeno onde assemtava a lanterna. Essa lanterna era um aparelho óptico de 2ª ordem, com luz branca fixa que funcionava com a queima de gáz de petróleo e era vista a 25 milhas.
Mais tarde por volta de 1915 é introduzida uma modificação na luz, é retirado a que estava e é colocado um novo aparelho lenticular de 3ª ordem com 500mm de distância focal. Agora a luz enviada era composta de dois relâmpagos de cor branca alcançando 30 milhas.
A 15 de Janeiro de 1950 o farol passa a funcionar também para as aeronaves, para isso é introduzido no aparelho uns painéis aeromarítimos e passa então a alcançar 42 milhas.
Com a necessidade de aumentar a torre, em 1993 é retirada a óptica. Enquanto decorriam as obras de aumento foi instalado uma plataforma de andaimes com um sistema de PRB46.
Hoje o farol possui um sistema hibrido, instalado em finais de Outubro de 1995, formado por um motor PRB 21 e uma óptica lenticular de 4ª ordem, possui um cambiador modelo (d.F.) com lâmpadas de quartzline 110v/1000w, dando-lhe um alcance luminoso de 26 milhas.
As visitas ao farol realizam-se todas as quartas-feiras no periodo da tarde entre as 14.00 e as 17.00

É só em 1900, mais pròpriamente em 1909 que o animatógrafo chega a Sines.
Em 1932 é construido o Cine Teatro Vasco da Gama, a partir daí e durante todo ano havia sessões para todos os gostos. No ano de 2000 e por estar degradado foi demolido em vez de recuperado. Com esse espaço e com o que se encontrava em frente foi construido o Centro de Artes de Sines.
No espaço do cinema está um auditório que serve para filmes, teatro e espectáculos de música.

cinema